Quinta, 25 de Julho de 2024
°

Política Brasil

1964-2022 Estaria a história se repetindo?

O que existe de similar entre as manifestações que antecederam o regime militar de 64 e o que está acontecendo hoje no Brasil

02/11/2022 às 07h45 Atualizada em 03/11/2022 às 12h16
Por: PAULO DE OLIVEIRA RIBEIRO
Compartilhe:
1964-2022 Estaria a história se repetindo?

     Em 1964, após a posse do presidente João Gulart o seu governo começou a sinalizar que entraria pelo caminho do comunismo estreitando seus laços com Cuba e com a antiga União Soviética, houve muita instabilidade naquela época, bem em meio a Guerra Fria, culminando com manifestações populares pedindo a deposição do presidente eleito, a mais famosa dessas manifestações foi a " Marcha da Familia com Deus pela Liberdade" ocorrida em 19 de março de 1964 na cidade de São Paulo e que contou com cerca de 800 mil pessoas, em sua maioria mulheres com o apoio da igreja católica.

     Diversas manifestações ocorreram pelo Brasil, inclusive em frente a quarteis pedindo que os militares interviessem.

Manifestação em frente a quartel do exercito em Salvador BA

     Hoje temos uma situação historicamente similar, e o povo está se movimentando e se manifestando em proporções ainda maiores do que o que ocorreu em 19 de março de 1964, no dia de hoje, 2 de novembro de 2022, o povo está saindo as ruas, acampando em frente a quarteis em uma manifestação de proporções nunca antes vistas, novamente pedindo que os militares intervenham na instável situação politica que o Brasil vive. A única questão é: Como os militares responderão aos anseios da nação brasileira?

     A grande verdade que a história oficial muitas vezes esconde é que em 1964 foi o povo que pediu a intervenção dos militares e agora em 2022 é o mesmo povo que novamente pede a ajuda dos mesmos militares.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias