Quinta, 25 de Julho de 2024
°

Brasil Brasil

Lula já tem 2 pedidos de impeachment em menos de um mês de mandato

Nunca um presidente do Brasil teve seu impeachment pedido em tão pouco tempo de mandato

28/01/2023 às 07h48
Por: PAULO DE OLIVEIRA RIBEIRO
Compartilhe:
Lula já tem 2 pedidos de impeachment em menos de um mês de mandato

Com menos de um mês no governo, o presidente Lula (PT) já foi alvo de dois pedido de impeachment, um recorde na história da Republica no Brasil. O primeiro foi protocolado no dia 26 de janeiro pelo deputado federal Sanderson (PL-RS), no pedido acusa o petista por crime de responsabilidade. “Ao afirmar em discurso oficial e público que o impeachment de Dilma Rousseff foi um ‘golpe de Estado’, Lula atenta contra os Poderes e contra a Constituição Federal”, diz o pedido.

Na segunda-feira (23), durante viagem internacional na Argentina, Lula contou uma versão diferente da versão histórica em um discurso. “Vocês sabem que depois de um momento auspicioso, quando governamos de 2003 a 2016, houve um golpe de Estado e derrubou a companheira Dilma Rousseff, a primeira mulher eleita presidente da República no Brasil”, disse Lula.

Segundo Sanderson a gravidade da afirmação de Lula deve ser tratada de forma dura pelo Congresso Nacional, afinal, Dilma foi destituída do cargo após longo processo no qual ela teve amplo direito de defesa e a sessão do Senado que a cassou foi presidida pelo ministro Ricardo Lewandowski, então presidente do Supremo Tribunal Federal, como manda a Constituição.

“Situação que por si só impõe a abertura de impeachment pela flagrante prática de crime de responsabilidade”, concluiu o deputado. 

Já o segundo pedido de impeachment foi protocolado Deputado Federal Evair de Melo (PP) que entrou com um pedido no dia 27 de janeiro embasado no mesmo crime de responsabilidade denunciado pelo deputado Sanderson.

No seu pedido o deputado Evair de Melo diz que a fala do presidente “ataca, de forma raivosa, abjeta e contrária à verdade, a democracia brasileira, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal. Trata-se de um discurso absolutamente mentiroso, falso em toda a sua extensão, que não pode ser aceito por este parlamento”.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias